Bessa Beach Hotel

Conheça mais sobre a Paraíba

PARAÍBA

A História da Paraíba começa antes do descobrimento do Brasil, quando o litoral do atual território do estado era povoado pelos índios tabajaras e potiguaras. A província foi fundada em 05 de agosto de 1585, tornando-se estado com a proclamação da República, em 15 de novembro de 1889.

A Paraíba é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está situada a leste da região Nordeste e tem como limites o estado do Rio Grande do Norte ao norte, o Oceano Atlântico a leste, Pernambuco ao sul e o Ceará a oeste. Ocupa uma área de 56.439 km² (pouco menor que a Croácia). A capital do Estado é João Pessoa.

Na Paraíba encontra-se o ponto mais oriental das Américas, conhecido como a Ponta do Seixas, em João Pessoa. Devido a sua localização geográfica privilegiada (extremo oriental das Américas), a cidade de João Pessoa é conhecida turisticamente como “a cidade onde o sol nasce primeiro”.

Curiosidades:

A bandeira da Paraíba foi adotada pela Aliança Liberal em 25 de setembro de 1930, por meio da lei nº 704, no lugar de uma antiga bandeira do estado, que vigorou durante quinze anos (de 1907 a 1922).

O  significado da palavra “nego” na bandeira da Paraíba:

O verbo refere-se à decisão de João Pessoa, governador da Paraíba em 1929, de não aceitar o sucessor indicado pelo presidente da República, Washington Luís. Um acordo entre São Paulo e Minas Gerais garantia que o presidente sempre fosse de um desses Estados, em rodízio. Em 1929, o paulista Washington Luís resolveu quebrar o acerto e indicou outro paulista, o governador Júlio Prestes. Minas rebelou-se e recebeu o apoio do Rio Grande do Sul. A Paraíba, que estava esquecida pelo governo federal, decidiu também rejeitar a decisão do presidente e se unir aos mineiros e aos gaúchos, explica o historiador José Otávio de Arruda Melo, da Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa enviou então uma mensagem ao Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, onde ficava o presidente, protestando contra a decisão. O governador não usou exatamente “nego”, mas a palavra ficou como um símbolo, conta Melo. Pouco depois da morte de João Pessoa, assassinado por motivos passionais em 26 de julho de 1930, os rebeldes propuseram a inclusão da palavra nego na bandeira. Ela foi definitivamente alterada em setembro de 1930, às vésperas da revolução que levou Getúlio Vargas ao poder.

Fonte: Super Interessante Edição 122

Ver mais em:  http://www.destinoparaiba.pb.gov.br/#!/historia?lang=pt

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish